Mulher

Mulher

Graça é o seu estado natural. Quando ela se reconecta com sua força original feminina vive leve, criativa, poderosa, nutridora, profunda e alegre no amor e na intuição. Assim ela cria ao seu redor um mundo que reflete esse estado interior. Cria e transforma pela sua simples presença. Pilar e exemplo para a criação do mundo que quer viver.

A mulher dá luz à vida, é a criadora da vida dentro de si. Essa força criadora e gestadora de luz é sua por natureza. Ao empoderar-se de si mesma ela encontra a chave para todas as portas da realização da sua vida e de mudanças positivas no  mundo. 

A chave do Amor. A chave da Felicidade. A chave da Paz.

Parabéns Mulher! Você é um presente para o mundo!

Segundo chakra: relacionamentos, emoções, sexualidade, criatividade

Amanhã daremos início a mais uma turma de nosso curso semanal: uma jornada de cura de 9 semanas que propõe um mergulho em questões fundamentais da natureza da mulher e trabalha os centros energéticos através de estudos, práticas de meditação, dança, kundalini yoga, arteterapia, entre outras vivências. O curso acontecerá no bairro de Moema, em São Paulo e ainda tem inscrições abertas (aqui). 

Há três semanas, começamos uma turma que atualmente vivencia o segundo chakra. Por isso, hoje trazemos algumas informações para que você conheça melhor este centro energético do corpo e a forma como ele rege a nossa vida. 

Desfrute!

SEGUNDO CHAKRA

Elemento: Água
Cor: Laranja
Sentido: Paladar
Localização: Ao redor dos órgãos reprodutivos
Função: Desejo, prazer, sexualidade, reprodução
Estado Interior: Sentimentos
Significado: Doçura
Glândulas: Ovários, testículos
Verbo: Eu sinto
Áreas de Influência: emoções, sexualidade, criatividade, desejos, sonhos, relacionamentos, mãe, memórias de nascimento e gravidez, “Eu com Você”, “Eu e Você".

Esse chakra está conectado à Lua. A lua está intimamente ligada a todo ciclo feminino. Na verdade, ela regula também todo ciclo da natureza. Ela governa as águas. Na antiguidade, ao escolher uma data para realizar algo observava-se o ciclo da lua, pois sabia-se que ela influenciava diretamente nosso estado energético e emocional, afinal somos 70% água.

As águas também estão conectadas às emoções. Muitas vezes escutamos dos homens: “As mulheres são de Lua.” Como força de expressão para dizer que oscilamos muito em nossos humores. Isso porque a água está conectada ao feminino e a mulher é mais influenciada que o homem pelos ciclos da lua.

A mulher em seu corpo possui 11 pontos energéticos que recebem influência da força da lua, enquanto o homem apenas 1. Isso dá a mulher também uma maior capacidade intuitiva e flexibilidade para fluir entre diferentes atividades e papéis. E essa é uma outra característica forte desse chakra: flexibilidade.

O nome desse chakra em sanscrito (svadhisthana) significa: doçura e morada da vida.

Aqui está a energia sexual, que é a nossa energia criativa, energia de vida. A energia sexual tem o poder de criar, tanto um bebê através da gestação no ventre da mulher, como um projeto através de outro tipo de gestação no interior de cada um. A criatividade nasce dessa energia.

É importante ter esse chakra em equilíbrio, ele é uma grande fonte de energia em nós. O desequilíbrio pela falta ou pelo excesso gera grandes problemas.

Quando está energia está deficiente a pessoa não consegue mais sentir prazer, não só no sexo mas na sua vida em todos aspectos. Ela perde a paixão de viver, e a capacidade de desfrutar a vida. Ela não consegue mais se conectar a sua força criativa e renovadora, ela envelhece rápido e pode ter uma tendência a ficar doente.

Em excesso, a pessoa desenvolve o vício na fonte que lhe traz prazer externamente, seja comida, sexo ou uma pessoa específica, tendo apego e ciúmes excessivos.

A mulher tem muitos padrões de medo, repreensão, insegurança e julgamentos de resistência ao seu lado feminino, problemas com seu ciclo menstrual e dificuldades de entrar em contato íntimo com seu corpo. Esses são alguns dos problemas que geram falta de empoderamento e de equilíbrio na Mulher.

Quando buscamos empoderamento somente através dos valores e qualidades masculinas, recusamos e abandonamos o feminino. O corpo demonstra isso tornando seus órgãos femininos um reflexo dessa atitude. Quando ela inutiliza seu lado feminino, há uma mudança em seus corpos mais sutis que vão se manifestando no físico após um tempo.

Esse chakra é extremamente importante para o equilíbrio do feminino. Quando a mulher tem problemas com seu feminino, poderá desenvolver doenças na área do ventre. Uma das mais frequentes hoje é ovário policístico.

Nos cursos, já vivenciamos casos de mulheres que não conseguiam engravidar há anos e após apenas 2 encontros, engravidaram. Ou eu mesma tive cura da sindrome do ovário policistico.

Este chakra também é a base dos relacionamentos afetivos. Quando a mulher se afasta de seu lado feminino e bloqueia a expressão de si nas diversas facetas do seu feminino, o seu relacionamento também vai sofrer as sérias implicações dessas escolhas.

Resumindo, a mulher precisa empoderar-se de si mesma, valorizar suas qualidades femininas e compreender a importância que têm em sua vida. A capacidade de fluir, criar, desfrutar, interagir e se relacionar com flexibilidade do segundo chakra trazem beleza, juventude e prazer no corpo, na vida e nos relacionamentos.

Se você quiser participar do Curso Semanal: uma jornada de cura de 9 semanas, escreva pra gente: contato@curadofeminino.com

<3 

Espere ser uma revolucionária!

Se os anjos pudessem ter sentado contigo para um bate-papo quando você estava a caminho para esta vida (entre alguns outros comentários sobre o amor, o medo, e sua glória), eles poderiam ter dito isso:

"Agora, minha querida, um pouco de contexto: você está entrando em um momento de transição.

O passado: Um mundo conduzido, concebido e definido pelos homens. O futuro: Um mundo conduzido, concebido e definido por mulheres e homens. O presente: A transição. Sim, nós te colocamos na equipe de transição.

O que é tão difícil de entender, minha querida, é que, como uma mulher deste tempo de transição, o que está dentro de você vai ser muito diferente do que está fora de você. O que você tem que trazer para o mundo será muito diferente do que você vê antes de você como o status quo do mundo. No entanto, o que você tem para levar adiante não é louco ou errado. Na verdade, é exatamente o que o mundo precisa.

É como se o mundo fosse todo roxo e você - e suas irmãs - vão trazer o amarelo. Ou como se fosse azul e vocês vão trazer o vermelho.

Isso significa que se você se inscreveu para isso ou não, você vai ser uma revolucionária. Você vai ser uma revolucionária se você ama essa idéia ou também se você prefere só fazer suas coisas tranquilamente - ser uma professora, uma enfermeira, uma médica, uma empresária, uma artista, uma mãe, uma avó, uma voluntária, uma empresária.

Você vai ser uma revolucionária porque qualquer mulher que está sendo autêntica em seu trabalho trará idéias e formas de trabalho que vão contra o status quo de sua empresa, indústria, comunidade - um status quo definido por valores masculinos e modos masculinos de trabalho.

Os anjos poderiam ter acrescentado o seguinte: "Então, se você começar a duvidar ou recuar ou calar-se, porque as perguntas que você tem, as idéias na sua mente, ou a maneira de trabalhar é tão diferente do status quo, lembre-se que a diferença é exatamente o que está destinado a ser. Você está aqui para trazer uma forma diferente. "

É o mais difícil - e emocionante - trabalho que você começa a fazer desta vez ao redor. É o "trabalho de mulher" de nosso momento particular na história.

Você não precisa fazer todo o trabalho, mas você está convidada a fazer a fatia do trabalho que foi dada a você.

Agora, antes de exclamar que você simplesmente não sabe o que essa fatia é, ou pânico, porque você não tem tempo ou capacidade para qualquer coisa extra, vamos lembrar: este não é um trabalho que leva tempo adicional. Este é um trabalho sobre como você viver cada momento de sua vida.

E este não é um trabalho que você tem que ir encontrar ou descobrir. É o trabalho que está bem na sua frente, nas maneiras que você se sente chamada a falar, agir, reinventar, curar - no imperfeito, nas situações confusas você se encontra no momento. Sua parte do trabalho já está sussurrando para você - se não já falando bem alto com você. São as idéias em sua mente e coração agora.

Você só é convidada a não parar até aquelas coisas em você que tanto querem ser expressas. Se você deixá-las fluir, você terá feito o seu trabalho revolucionário, e você vai ter feito isso muito bem.

Você não precisa fazer isso sozinha, embora às vezes você pode sentir que você está sozinha. Você anda por este caminho com um mundo de mulheres que estão sobrevivendo no solo pedregoso do mundo enquanto também, transformando-o para um solo mais rico, mais saudável. Se você busca isso, você vai começar a ver ao seu redor este caminho compartilhado das mulheres do seu meio, cada uma trabalhando para trazer uma forma diferente de algum aspecto do mundo.

Saiba isto: você é abençoada nesse trabalho. Cada passo do caminho você anda neste trabalho foi abençoado, abençoado e abençoado novamente antes de você atravessá-lo. Os anjos são vertiginosos, pois eles amam amam, e eles podem ver o mundo que você está permitindo vir a existir.

Texto escrito por Tara Mohr

Cura do Feminino: ser mulher é...

É uma jornada de vida, de alma, de encontro consigo mesma
É uma jornada sua, em conjunto, Autêntica 
É uma jornada de reconhecer a sua verdade, a sua luz 
E Viver na sua essência a sua realização

sermulhere

Shakti é um nome para a força feminina criativa de vida do universo.

Mulher-Shakti é aquela que está conectada com sua shakti. Ela se reconecta com seu poder e empodera-se da sua capacidade criadora. Cada mulher é uma manifestação da shakti e veio ao mundo expressar sua essência, por isso há tantos caminhos quanto há mulheres. Viemos ao mundo para encontrar e criar nosso caminho autêntico que não precisa ser - e não é - igual a nenhum outro para viver nossa realização e plenitude.

Mulher-Shakti é aquela que reconhece sua força criativa e propósito de vida. Expressando-a com amor e autenticidade para criar um mundo melhor e mais consciente. Reconhece que o divino está nela e acessa seu poder interior para manifestar sua verdade e luz, construindo a realidade que quer viver a partir das suas ações e escolhas.

Suas ações são alinhadas com a consciência e o amor para beneficiar não só a si mas também a todos. Acessar a sua intuição e sabedoria interior para ser um canal de cura e transformação.

Em amor e união, reconhece que esse poder divino não está só em si mas em todas mulheres e todos os seres. Se torna um canal de cura e despertar da consciência. Enxerga as outras mulheres como irmãs que podem se apoiar e criar juntas um mundo diferente.

Nossos encontros são feitos para oferecer as  ferramentas de cura dos diversos níveis da sua vida para encontrar o seu próprio caminho de cura, reconhecimento e realização. O seu caminho é único, e não pode ser comparado a de nenhuma outra mulher.

Você irá se descobrir em conjunto com outras mulheres. E a medida que mais você se conhece, você se torna um espelho para que as outras mulheres também tenham seus insights. Caminhando juntas, vamos muito mais longe, na revelação de nosso caminho de autorrealização e reconhecimento de nossa verdade e nossos talentos.

Ser essa mulher...
É valorizar suas partes femininas
É conectar com a sua intuição
É viver a manifestação da sua alma
É viver com corpo, mente e espírito alinhados.
É tornar sua vida sagrada e abraça sua sexualidade como sagrada.
É reverenciar todas porções da sua vida, todas fases, ciclos e pessoas.
É viver o sagrado no seu feminino e do seu masculino.
É ver a luz em tudo.

Viver a melhor versão de si, a sua versão mais amorosa, poderosa e iluminada é um direito que todas mulheres deveriam buscar.  O efeito de uma mulher que ilumina sua graça interior pode iluminar cidades, países e milhares de pessoas. Ou até mesmo o mundo, como disse Yogi Bhajan: “Um toque, um sorriso da mulher pode curar o mundo.”

Esse estado de Mulher-Deusa já está em você, basta você se empoderar de si mesma e expressar sua luz para o mundo.

Por que devemos nos curar?

O ritmo desenfreado do mundo moderno estimula um estilo de vida demasiadamente masculino. Com isso, situações de stress, sofrimento e angústia são comuns no nosso dia a dia. Em maior ou menor grau, as mulheres têm sentido medo, ansiedade, depressão, baixa autoestima e dificuldade em se relacionar.

Cada vez mais vestimos padrões masculinos em busca de afirmar nosso papel na sociedade. Cada vez mais, a ótica do patriarcalismo nos coloca diante de comportamentos como a competição, a  comparação e o julgamento.

Vivemos um momento onde as pessoas, as famílias e consequentemente as empresas buscam novas soluções para seus conflitos e os valores ligados às qualidades femininas como o amor, a intuição, a criação, a flexibilidade e o cuidado têm sido essenciais para a saúde do mundo.

Vários mestres como Osho, Dalai Lama, Amma, Yogi Bhajan disseram em seus satsangs [em Sânscrito: sat - verdade, sanga - encontro de pessoas] que a cura do mundo virá da mulher, do resgate do feminino e do amor. Você concorda?

A Cura do Feminino faz parte de um processo que chamamos de Saúde Integral da Mulher. É o despertar de uma nova consciência para que cada mulher possa entrar em contato com sua essência e se conectar aos valores ligados às suas qualidades únicas - muitas vezes esquecidas ou reprimidas - para que possa  em primeiro lugar encontrar seu equilíbrio interno, para depois emanar ao mundo a cura que ele precisa.  

É um processo que tem como base a Medicina Integrativa e Medicinas Tradicionais Orientais, unindo a psicologia moderna feminina à conhecimentos adquiridos através de práticas e estudos voltados para a reconexão, cura do feminino e despertar da consciência, integrados de forma intuitiva. É transdisciplinar e integra educação, saúde, arte, ciência e espiritualidade.

Te convidamos para participar de nossa formação vivencial, uma sequência de 5 retiros em pleno contato com a natureza para a nossa reconexão e equilíbrio interior. Saiba mais, clicando aqui.